Transumância cumpriu-se em Seia

11 | 07 | 2022

A transumância cumpriu-se este sábado, com a subida dos rebanhos (mais de 2000 ovelhas e cabras) às pastagens de verão na serra da Estrela.

Com os rebanhos ornamentados com os melhores chocalhos, cabeçadas e borlas feitas de lã, pastores seguiram pelos seculares caminhos da transumância.

Ainda que aos participantes não tenha sido possível viver a experiência da pastorícia na sua plenitude, devido à situação de alerta que o país vive, esta prática genuína não deixou de ser celebrada.

Os momentos de convívio entre participantes e pastores viveram-se durante a Merenda do Alforge e no Almoço com os Pastores.

A merenda do alforge foi servida a meio da manhã, na Aldeia de Montanha da Póvoa Velha. A subida continuou até a pausa do almoço e dos rebanhos, na ermida da Senhora do Espinheiro.

O momento foi de descanso e de convívio, com a degustação de pratos inspirados nas tradições pastoris e vários momentos de animação, de que se destacam um concerto acústico, o Teatro de Montemuro e a libertação de Milhafre preto, recuperado no CERVAS.

No fresco da tarde, iniciou-se a jornada em direção à Aldeia de Montanha do Sabugueiro, local incontornável da transumância da Serra da Estrela e onde pastores e rebanhos efetuaram romaria em redor da igreja.

Porque alguns pastores ainda mantém viva esta prática secular, a jornada em direção aos pastos de altitude contínua, onde pastores e rebanhos permanecerão até ao final de agosto.

 

A Festa da Transumância e dos Pastores, que congrega a romaria e a subida à serra, este ano integrou a rede cultural Terras da Transumância, uma parceria estabelecida entre o Município de Castro Daire, o Município de Gouveia, o Município de Seia e a Agência de Desenvolvimento Gardunha 21.

 

O projeto assenta num programa cultural em rede e tem como foco a preservação e valorização da transumância, do território e do património cultural destes territórios.

Galeria