Orçamento municipal reforça apoio à atividade económica

28 | 12 | 2021

A Assembleia Municipal de Seia aprovou ontem, por maioria, com os votos contra do movimento independente JPNT e do PSD e a abstenção do Chega e do PCP, o primeiro orçamento do quadriénio 2021-2025, no valor de 28,9 milhões de euros (ME).

O documento previsional trilha o caminho para uma nova etapa na vida do concelho, apostando no reforço do papel da autarquia no apoio à atividade económica (através da capacitação de toda a sua estrutura), referiu na ocasião o Presidente da Câmara Municipal, Luciano Ribeiro, durante a apresentação do documento.

Entre as prioridades estão novos projetos, como a Fábrica do Empreendedorismo (incubadora a instalar no antigo CACE) ou a expansão da Área Empresarial da Vila Chã, para além de vários incentivos e benefícios fiscais para as empresas e o lançamento de novas respostas sociais.

Indissociável da estratégia do reforço da atratividade do concelho está a formação e a qualificação, corporizada no reforço da ação social escolar e na requalificação dos edifícios que integram o parque escolar, merecendo destaque, pela sua volumetria financeira (cerca de 6 milhões de euros), a requalificação da Escola Secundária de Seia.

No plano social, de salientar a criação de um novo Programa de Incentivo à Natalidade e Adoção, com o compromisso de atribuir 100€ por mês no primeiro ano de vida das crianças do concelho. No domínio do bem-estar social, e no âmbito da estratégia local de habitação, será criado um programa de apoio ao acesso à habitação – 1º Direito, onde também estão subscritos apoios ao arrendamento, com particular atenção aos jovens trabalhadores.

Nas Grandes Opções Do Plano estão igualmente evidenciadas obras inseridas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), a requalificação do Centro de Saúde de Seia, a tramitar por via da Unidade Local de Saúde da Guarda, a ampliação do Quartel da GNR (em fase final de projeto) e a construção de um novo Heliporto no Aeródromo Serra da Estrela.

A estas intervenções, somam-se cerca de 2,5 milhões para a execução de vias e a requalificação de arruamentos um pouco por todo o concelho, enquadrando obras em curso e o lançamento de novas empreitadas.

Luciano Ribeiro também evidenciou o papel das freguesias e anunciou um incremento de 30% nas transferências a executar em 2022, que acompanharão a revisão das competências das juntas de freguesia.

“Este orçamento trilha um novo caminho e prepara Seia para o futuro, como um concelho dinâmico, inovador e sustentável, bom para investir, viver e trabalhar”, concluiu.