Seminário final Life-Relict: “Laurissilva, relíquias a preservar”  

09 e 10 Set

conferência

O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE) vai receber, nos dias 9 e 10 de setembro, o seminário final do projeto Life-Relict- Preservar as Relíquias da Laurissilva Continental.

 

O seminário, com o tema “Laurissilva, relíquias a preservar”, inclui uma conferência, no dia 9, e um percurso pedestre entre Cabeça e Casal do Rei, no dia 10, que permitirá descobrir os azereirais da ribeira de Loriga.

 

A organização cabe ao Município de Seia e, além de dar a conhecer as ações de conservação e sensibilização que se realizaram ao longo do Life-Relict, a conferência apresenta, também, projetos e práticas de restauro e renaturalização de habitats que estão a decorrer em vários pontos do país.

 

O projeto Life-Relict – Preservar as Relíquias da Laurissilva Continental é coordenado pela Universidade de Évora e tem como parceiros os Municípios de Seia e de Monchique, a Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela (ADRUSE) e o Centro de Investigaciones Cientificas y Tecnologicas de Extremadura (CICYTEX), de Espanha.

 

O objetivo do projeto, que recebe o apoio do life da comunidade europeia desde 2017, é melhorar substancialmente o estado de conservação dos habitats das formações arbustivas de azereiro e de adelfeira, que integram a Rede Natura 2000, na serra da Estrela e na Mata da Margaraça, no caso do azereiro, e na serra de Monchique, no caso da adelfeira.

Estas espécies relíquias são testemunho da vegetação, conhecida por Laurissilva, que ocorria no Sul da Europa há vários milhões de anos atrás.