Seia no caminho da mobilidade suave

28 | Nov

O sistema de uso partilhado de bicicletas elétricas “Ginga”, instalado na cidade em outubro do ano transato, assume-se como um meio alternativo de deslocação aos modos de transporte habituais, mais amigo do ambiente.

Composto por um total de 15 bicicletas e três locais de parqueamento na cidade, a Ginga tem vindo a conquistar cada vez mais utilizadores. Ainda que não o seja de forma massificada, esta é uma opção válida, tanto nas deslocações diárias, para a realização das tarefas dos cidadãos, quer para as atividades de lazer.

Ainda que inicialmente se tenham verificado vários constrangimentos na operacionalização deste novo conceito de mobilidade urbana, a Ginga tem registado uma crescente utilização, contabilizando no curto período de funcionamento (com um interregno de 3 meses devido à pandemia), um total de 1000 viagens, a que corresponde mais de 3000km percorridos, pelos cerca de 200 utilizadores.

Este sistema integra um vasto pacote de iniciativas municipais no âmbito da educação ambiental, no quadro da estratégia de descarbonização e redução da produção de gases com efeito de estufa (GEE), através da adoção de práticas mais sustentáveis no uso eficiente e sustentável dos recursos.

APOIOS

apoios